Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Semana dia sim, dia não!

 

O dinheiro acabei por descobrir, era exactamente como o sexo: quando não se tem não se pensa noutra coisa, e quando se tem pensa-se noutras coisas. (Baldwin , James)

Ai que semaninha tão boa esta! É dar aulas dia sim, dia não praticamente. E digam lá que não sou sortuda?! Não vou ter aulas nos meus piores dias, das piores turmas! Não me vou baldar, não dá... Não trabalho, não recebo. Se assim já sou hiper-mega-ultra mal-paga!!! É graças aquelas coisas chamadas "Provas de Aferição". Qeu não contam para nada e que até os putos se borrifaram e não estudaram nem um cadinho. Pelo menos na minha escola.

Continuo com a minha odisseia do passe. Chip avariado. E depois aquela porcaria não apita. Eu passo, finjo que activo o passe no bus e depois entro apressadamente. Tou farta de explicações aos motoristas. Explicações só a pagar e é de Inglês. Querem saber porque é que aquilo não apita? Perguntem! Humpf!

E a minha crise de alergia? Maldito tempo! Não sei se limpo as lágrimas ou se limpo o pingo! Até os putos me dizem "isso tá mau, teacher..." Pudera! Uma ranhosa deste calibre!

Devo andar solidária com o tempo, que de vez em quando pinga...

A ver vamos amanhã!!!

 

P.S. - Bring Maddie Back!

Que belo Domingo!

De manhã é que que começa o dia!

(Ditado Popular)

 

Domingo. Dia chato por natureza ainda pra mais porque hoje brindou-nos com uma bela chuvinha de manhã.

Como dormir até tarde e estar enfiada na cama "enjoa" (ahahah!), levantei-me às 8 e tal da manhã. Adivinhem lá para quê? Hã? Não! Fui dar explicação... a R. merece este sacrifício. Que todos os alunos fossem como ela. Sabem quanto teve a Inglês? 17! Sim, d-e-z-a-s-s-e-t-e! Queríamos ver se subíamos para o 18 mas a prof. foi ter bebé e a que veio substituir não é lá muito do agrado da turma. A ver vamos.

O meu pai hoje andou atarantado a pensar que tinha perdido uma pipa de massa. Veio até casa vasculhou tudo e depois foi-se embora de novo. Escusado será dizer que o dinheiro não estava aqui.

Acontece que foi ao wc na oficina e lá caiu-lhe do bolso. Não deu por nada e nem viu o dinheiro. Desde que teve a paragem cardíaca tem assim umas falhas. Deve ter sido pela falta de oxigenação do cérebro pois teve uma reanimação muito difícil. Lá fiquei eu em stress até à hora de jantar.

Como dizem que os profes não fazem nada, para complementar a minha explicação, passei a tarde inteira a fazer planificações e a preparar materiais para a execução das aulas. Ninguém me paga estas horas extras...

O Bóbi está outra vez mal da barriga, coitadinho. É o meu companheiro das tardes e momentos livres. Não´se queixa nem nada. Lá foi ele sorrateiramente ao wc e "deu asas à imaginação". Quem deu com esta magnífica obra de arte foi a minha mãe. Até um sapato do meu pai teve direito a "enfeite". Ahahahah!

Bom, amanhã começa mais 1 semana de trabalho... vamos ver que surpresas tenho reservadas.

P.S. - PLEASE, BRING MADELEINE HOME!!!

Mais um dia...

"A felicidade não é coisa fácil: é muito difícil encontrá-la em nós mesmos e é impossível encontrá-la em outro lugar". (Chamfort)

Fim-de-semana. Um dia chato e triste igual a tantos outros. E mais uma vez sozinha. O N. não veio. "Deixei-o" ir à pesca. Eu sei que ele adora e eu fico feliz se ele está feliz. O meu Pizinho é que deve ter sódadinhas da doninha. E a doninha também tem.

Lá fui tomar o meu descafeinado da praxe com a Bz. Hoje disse que não tinha caracóis no cabelo. Negou-o peremptoriamente! Eu expliquei que não eram caracóis bichos. Que havia pessoas que tinham o cabelo liso e outras com caracóis e ela tinha caracóis! Recusou-se a ter caracóis. Chamei a isto "bebedeira de sono". E lá foi ela dormir a sesta sobre os seus caracóis...

Entretive-me, hoje, nas compras. Como não tinha mais nada para me chatear a cabeça, tive que arranjar uma "moenga" para os pés!

O raio do tempo não ajuda. Ora está frio, ora está calor e hoje esteve um vento quase ciclónico. Pelo menos por aqui. Isto para dizer que os sapatos "fritaram-me" os pés durante a semana. Lá ando eu com todos os cuidadinhos a tratar dos pézinhos, porque eles são muito importantes para mim. São eles que me levam para todo lado... não tenho carro!!!

Então resolvi. Hoje é dia de comprar sapatos novos. E lá fui. Apesar de estar tesa que nem um carapau (ou mais ainda), arranjei uns trocos para comprar sapatos. E desta vez o dinheiro esticou...!!! Consegui comprar 2 pares de sapatos. Dois pares! Que felicidade. :)))))))

 

Pensavam que me podiam calar?! Naaaa....

Finalmente recebi um marcador... sim, um simples marcador de quadro branco... e que se apaga! Para um vulgar mortal, este objecto não tem relevância por aí e além. Mas para mim tem e muita!

Passo a explicar, eu, pobre prof de AEC, não tenho quadro para poder explicar o que quer que seja aos meus alunos. Sim, daqueles quadros pretos que nos acompanharam durante toda a nossa vida escolar e que conhecemos (e tantas vezes tememos lá ir) tão bem.

Pois só tive direito a um meio quadro... e branco! Não sou racista nem discriminativa, mas dava jeito um quadro de metro e meio e não meio metro de quadro... dava jeito escrever no quadro... a giz de preferência... mas não. Até nisso teve de ser diferente. Tinha de ser de marcador. E não qualquer um... ainda por cima esquisito. Bolas! Prof. sofre!!!

Mas após 2 períodos a dizer  que a escola é que tinha de fornecer o material e não ser eu a comprá-los (recebo uma ganda ordenado...!!!), lá chegou o D. Sebastião, quer dizer, o marcador.

Mas foi só um. E tive de fazer uma requisição manualmente. Ainda assim eu não tivesse roubado o marcador à escola. Ahahahah!!!

Já escrevi com ele, mas pouco. Tem de dar até ao fim do ano. Já não me dão outro! É melhor poupar... Humpf!

P.S. Devolvam a Madeleine!

Pág. 2/2